Translate

8 de janeiro de 2015

D. Dinis morreu há 690 anos

Ontem, dia 7 de Janeiro, celebraram-se os 690 anos da morte de D. Dinis.

D. Dinis, talvez o mais visionário Rei de Portugal, morreu em Santarém, mas quiz ser enterrado no Mosteiro de S. Dinis, em Odivelas, mandado construir por ele e onde já se encontrava o seu túmulo.

Por iniciativa da antiga aluna Maria João Marcelo Curto, a data foi assinalada com a deposição de duas coroas de flores aos pés de D. Dinis, uma em nome das actuais alunas e outra em nome das antigas alunas. Na presença de um pequeno grupo de antigas alunas e do Director do Instituto de Odivelas, o Padre Borges proferiu algumas palavras, relembrando as características daquele governante português.

Foi também deposto um ramo de rosas vermelhas junto ao túmulo de D. Maria Afonso, filha de D. Dinis, que morreu com 18 anos, assassinada depois de ter sido violada, e cujo túmulo também se encontra na igreja do Instituto de Odivelas.



Sem comentários:

Enviar um comentário